11 5671-9100
Telefone: 11 5671-9100 E-mail: vendas@prolab.com.br Facebook

Entendendo a diferença entre vidrarias de precisão mais exatas e menos exatas

Publicado em: 06/06/2018

iStock / Getty Images Plus / studiocasper Existem vidrarias para laboratório mais exatas, enquanto outras são menos, uma diferença que acontece por conta da distinção de circunferência.

Dentro de um laboratório, o uso das vidrarias é indispensável. Esses instrumentos — que podem ser de vidro cristal ou vidro temperado — são utilizados para realizar análises e experimentos em áreas associadas à biologia e química, permitindo a realização de testes que visam encontrar soluções para as mais variadas doenças e alterações biológicas que afetam o corpo humano e a natureza.

Dois conceitos são bastante importantes no que diz respeito à função das principais vidrarias de laboratório, o de precisão e o de exatidão. Embora pareçam sinônimos e ambos estejam associados à obtenção de resultados e dados nas análises, há uma diferença entre precisão e exatidão no laboratório: enquanto a precisão expõe uma comparação entre vários resultados e serve para verificar se o instrumento de medição realmente consegue reproduzir um resultado, a exatidão diz respeito à determinação de um valor exato.

As chamadas vidrarias de precisão, portanto, são essenciais para garantir que os dados encontrados durante um teste laboratorial sejam o mais próximo da realidade do que está sendo pesquisado.

Vidrarias de precisão mais e menos exatas

Existem diferentes tipos de vidrarias para laboratório, sendo que alguns modelos apresentam mais precisão do que outros, ou seja: algumas vidrarias são mais exatas, enquanto outras são menos. Em geral, essa diferença acontece graças à distinção de circunferência dos dispositivos — quanto menor é a circunferência, melhor é a leitura. Em outras palavras, quanto menor a circunferência, mais exata será a vidraria.

Vale destacar que, embora existam vidrarias menos exatas, elas não são ineficientes e nem apresentam resultados errados. O que acontece é que, no caso de procedimentos laboratoriais que necessitam de maior precisão, é ideal escolher as vidrarias que são mais exatas.

Existem vidrarias que possuem a mesma função, se diferenciando apenas no que diz respeito a ser mais ou menos exatas. Por exemplo: pipetas e provetas são utilizadas para realizar medições e/ou transferência de variados tipos de líquidos e soluções, porém, as pipetas são mais exatas. Confira abaixo mais exemplos:

Últimas Notícias

Desenvolvido por: AO5 Marketing Digital