11 5671-9100
Telefone: 11 5671-9100 E-mail: vendas@prolab.com.br Facebook

Conheça 5 tipos de pinças cirúrgicas e suas funções específicas

Publicado em: 09/01/2019
pinça cirúrgica

iStock / Getty Images Plus / moxumbic Existem diferentes tipos de pinças cirúrgicas, sendo que cada modelo é indicado para para lidar com um tipo específico de tecido.

A pinça é um dos instrumentos essenciais para a realização de intervenções cirúrgicas, destacando-se como uma ferramenta médica que auxilia na remoção de pontos, realização de exames e execução de curativos e procedimentos variados.

Há diferentes tipos de pinças cirúrgicas, cada qual indicada para diversos tipos de abordagens. O que determina qual o material instrumental a ser utilizado é o tipo de tecido em que será feita a intervenção, e cabe aos profissionais de saúde escolher o instrumento adequado para cada tipo de cirurgia.

Tipos de pinças cirúrgicas e suas funções

Pinça de Adson

A pinça de Adson é indicada para manipulação de tecidos delicados, como a pele, e pode ter dois tipos de ponta: dentada ou lisa. Em sua utilização, ela retém parte do tecido enquanto o cirurgião manipula outros instrumentos, como a tesoura e o bisturi, facilitando a tarefa.

Pinça de Allis

A pinça de Allis, por sua vez, deve ser utilizada para a manipulação de tecidos mais robustos e músculos, além de auxiliar na remoção de tecidos do organismo.

Pinça Kocher

A característica principal da pinça Kocher é sua maior capacidade de reter tecidos, devido ao formato com um par de dentes em sua extremidade. Ela pode ser reta ou curva, mas só deve ser utilizada em casos em que as outras pinças realmente não funcionem, uma vez que o risco de causar traumas ao tecido é maior.

Pinças hemostáticas traumáticas

As pinças hemostáticas são utilizadas para a manipulação de vasos sanguíneos, e podem ser classificadas entre traumáticas e não traumáticas. A finalidade das pinças hemostáticas traumáticas é induzir a hemostasia temporária, um processo fisiológico que consiste no bloqueio de lesões vasculares para interromper sangramentos e hemorragias.

Pinças hemostáticas não traumáticas

As ferramentas não traumáticas são utilizadas para obstruir temporariamente o fluxo sanguíneo por meio do pinçamento. A finalidade é reduzir a possibilidade de trauma vascular ao longo do processo cirúrgico.

Outras pinças cirúrgicas

Há, ainda, diversos outros tipos de pinças cirúrgicas de uso mais específicos. É o caso da pinça Bruenings — usada para tratamento do septo nasal —, a pinça Beyer Saca (para o tratamento de cavidades) e da pinça Babcock para intestino.

Últimas Notícias

Desenvolvido por: AO5 Marketing Digital