11 5671-9100
Telefone: 11 5671-9100 E-mail: vendas@prolab.com.br Facebook

Conheça os tipos de pipeta usada em laboratório e suas funções

Publicado em: 22/10/2014

Muito utilizadas em laboratórios de modo geral, as pipetas são instrumentos específicos para medição e transferência de líquidos. O grande diferencial deste dispositivo, e o que faz dele tão importante, é a precisão com que separa os diferentes líquidos, garantindo resultados confiáveis.

 

flickr.com / IITA Image Library Pipetas são instrumentos feitos especialmente para medição e transferência de líquidos.

Existem diferentes modelos de pipeta, como a pipeta graduada, volumétrica, automática, micropipetas (ideal para níveis baixos de líquidos) e pipetas eletrônicas. Conheça um pouco mais sobre cada uma delas e suas principais aplicações no laboratório:

Pipetas Manuais

São o tipo mais comum de pipeta, e estão disponíveis em maior quantidade de modelos.

Pipeta de Pasteur: a mais comum, possui apenas abertura inferior e conta com um balão que expulsa o ar quando pressionado. São mais baratas, fabricadas em plástico e descartáveis;

Prolab Pipeta de Pasteur

Pipeta volumétrica: são perfeitas para medição e transferência de líquidos. Não podem ser aquecidas em hipótese alguma, pois isto alteraria a precisão;

Prolab Pipeta volumétrica

Pipeta graduada: apresenta diversas graduações em sua extensão, o que permite a sucção de distintos níveis de líquidos. A pipeta graduada pode ser graduada de escoamento parcial (com duas marcas de calibração e duas linhas coloridas no topo) ou pipeta graduada de escoamento total (graduada até a ponta inferior e com uma linha colorida no topo).

Prolab Pipeta graduada

Pipetas Eletrônicas

 

Possibilita uma medição muito mais precisa do que os modelos manuais, porém são instrumentos laboratoriais com preço mais elevado. As pipetas eletrônicas estão mais presentes em laboratórios que realizam exames médicos ou pesquisas. Um ponto interessante das pipetas eletrônicas é que as pontas são normalmente descartáveis, o que evita contaminação.

São classificadas entre:

Micropipeta digital tipo monocanal: eficaz para dispensa tanto de volume fixo, como também de volume variável;

Prolab Micropipeta digital monocanal

Micropipeta digital tipo multicanal: permite somente dispensa de volume variável;

Prolab Micropipeta digital multicanal

Micropipeta eletrônica padrão e multicanal: no primeiro caso (padrão) é uma micropipeta eletrônica do tipo dispensa de volume fixo ou variável. Já o modelo multicanal é somente para volume variável.

Prolab Micropipeta eletrônica padrão e multicanal

 

Últimas Notícias

Desenvolvido por: AO5 Marketing Digital