11 5671-9100
Telefone: 11 5671-9100 E-mail: vendas@prolab.com.br Facebook

Entenda como funciona um microscópio óptico

Publicado em: 07/03/2014

Utilizados nos mais diversos ramos da ciência, os microscópios ópticos permitem a observação de objetos minúsculos, ampliando sua imagem em até 1000 vezes. Com funcionamento simples, a ampliação é feita por meio de um conjunto de lentes – de vidro ou de cristal – e uma fonte de luz.Para formar a imagem aumentada da amostra, os microscópios contam com uma lente objetiva e uma ocular, colocadas nas extremidades diametralmente opostas de um tubo – o canhão – composto, por sua vez, de duas partes que podem ser estendidas ou encurtadas. O movimento de extensão e encurtamento do tubo é responsável pela aproximação ou afastamento do conjunto objetiva-ocular.

microscópios ópticos

Depositphotos.com/SSilver Nos microscópios ópticos a ampliação é feita por meio de um conjunto de lentes e uma fonte de luz.

A luz, que incide sobre um condensador, atravessa o objeto e é encaminhada para o canhão de lentes convergentes, formado pela objetiva e a ocular.  Quando o feixe luminoso atinge a lente objetiva, forma-se uma imagem intermediária e aumentada do objeto. A lente ocular, por fim, funciona como uma lupa que amplia e produz a imagem final do espécime observado.

A capacidade de resolução da imagem formada vai depender da qualidade das lentes e do comprimento de onda do feixe de luz. Nos microscópios ópticos, este comprimento varia de 40 0 a 700 nanômetros, o que possibilita a observação de espécimes maiores que uma bactéria.

pigmentos coloridos – como corantes e fixadores – que se ligam a estruturas específicas dos materiais, facilitando a identificação e observação.Para melhorar a visualização, foram desenvolvidas algumas técnicas que aumentam o contraste das imagens. A principal consiste na aplicação de 

Outra técnica importante para tornar a imagem mais clara e precisa é a da secção. Quanto mais espesso for o espécime, menos luz o atravessa e, consequentemente, mais escura ficará a imagem. Por este motivo, o espécime deve ser cortado em secções finas de até 0,5mm.

Na microscopia de luz, existem, ainda, diversos tipos de microscópios, desenvolvidos para diferentes necessidades de visualização, são eles: microscópio ultravioleta, microscópio de fluorescência, microscópio de contraste de fase e microscópio de polarização. Confira aqui um pouco mais sobre o funcionamento de cada um.

Últimas Notícias

Desenvolvido por: AO5 Marketing Digital