11 5671-9100
Telefone: 11 5671-9100 E-mail: vendas@prolab.com.br Facebook

Entenda como funciona uma estufa de esterilização e secagem para laboratório

Publicado em: 30/05/2018

Prolab A estufa de esterilização e secagem é um equipamento que elimina e contém manifestações microbiológicas, evitando contaminações.

Comumente usada na jardinagem, a estufa é um local que acumula e mantém calor em seu interior, fazendo com que as plantas sejam abrigadas em um ambiente termicamente controlado e livre de contaminações e variações climáticas externas. Levado para o laboratório, o funcionamento da estufa ganhou outros horizontes, eliminando e contendo manifestações microbiológicas que poderiam contaminar o que está sendo estudado.

As estufas de esterilização e secagem permitem uma correta manipulação das ferramentas e materiais a serem utilizados — como aparelhos cirúrgicos, odontológicos e uma grande gama de objetos laboratoriais e hospitalares. A principal técnica utilizada é a de calor seco.

Qual a importância de uma estufa de esterilização e secagem?

A produção de calor em uma estufa para laboratório precisa ser uniforme e rigidamente controlada para, assim, não queimar ou danificar o produto que está sendo esterilizado, sendo danosa apenas para os microrganismos presentes no objeto.

Uma estufa de esterilização e secagem para laboratórios retém o calor por meio de camadas termo isolantes.  As grandes estufas presentes em laboratórios e indústrias precisam ter rigoroso sincronismo para abrir e fechar nos momentos adequados, evitando ao máximo a entrada do ar externo.

Para funcionar adequadamente, portanto, é importante que a estufa de esterilização tenha sido feita com materiais de primeira linha e alta qualidade, com cuidado até mesmo nas pinturas e acabamentos. O aço inox é o material mais comum, com polimento tipo espelho e sistema de vedação com silicone e trinco de pressão. Há ainda um contador eletrônico para acompanhar a temperatura e seu tempo, que pode ser programado digitalmente. Alguns modelos possuem um motor de circulação forçada de ar, que o mantém sempre renovado e circulante.

Como é feito o manuseio da estufa para esterilização?

A adequada esterilização e secagem de um material garante a manipulação segura do mesmo em produtos químicos, alimentícios, farmacêuticos, clínicos, científicos e hospitalares. Além dos microrganismos retirados, o processo remove qualquer outro agente químico que ainda esteja presente nos instrumentos e que poderiam prejudicar sua utilização.

Existem diferentes tipos de estufa para laboratório, cada qual com um método de funcionamento e indicação de uso. A Prolab oferece estufas digitais microprocessadas em modelos que realizam esterilização e secagem, cultura biológica e secagem analógica. Os modelos podem ser utilizados não apenas em laboratórios, mas em consultórios médicos, farmácias, clínicas de estética, entre outros locais. Solicite um orçamento com condições personalizadas!

Últimas Notícias

Desenvolvido por: AO5 Marketing Digital