11 5671-9100
Telefone: 11 5671-9100 E-mail: vendas@prolab.com.br Facebook

Frasco de Erlenmeyer: o uso do frasco para titulação

Publicado em: 13/12/2018

iStock / Getty Images Plus / Totojang O frasco de Erlenmeyer é uma vidraria que se caracteriza pelo formato com fundo achatado e base larga, o que confere muita versatilidade de uso no laboratório.

Um dos materiais mais utilizados em laboratórios, o frasco de Erlenmeyer (chamado também de balão de Erlenmeyer) é fundamental para diversos procedimentos que envolvem soluções químicas, como ácidos e outras substâncias, permitindo que sejam observadas reações e analisados diferentes processos químicos.

O formato do frasco de Erlenmeyer é bastante característico, com um fundo achatado e uma base larga com um afunilamento em sua boca — o que proporciona uma maior segurança durante o manuseio deste tipo de vidraria para laboratório, uma vez que evita a ocorrência de respingos e queda de produtos. Este formato peculiar também permite que o frasco de Erlenmeyer seja agitado para que haja a mistura de produtos em seu interior.

Outra característica do frasco de Erlenmeyer referente a seu formato está relacionada ao seu uso com solventes voláteis: graças à sua forma de balão, estes solventes não evaporam, permitindo a realização de diferentes experiências e misturas.

Há, ainda, a possibilidade de que o frasco de Erlenmeyer seja tampado — evitando, assim, que haja contato do ar com os produtos em seu interior. Desta forma, sem a aeração, não há a influência externa sobre os produtos, permitindo que compostos mais sensíveis possam ser trabalhados sem qualquer problema.

Apesar de toda sua versatilidade em laboratórios e importância para diversos procedimentos, o frasco de Erlenmeyer possui algumas limitações, sendo que a principal delas é a incapacidade de ser utilizado para medidas precisas, apenas para as aproximadas.

O frasco de Erlenmeyer e sua utilização na titulação

Devido à sua versatilidade, o frasco de Erlenmeyer possui uma utilização bastante variada em laboratórios químicos. O uso mais comum é no processo conhecido como titulação, um processo utilizado quando há a necessidade de determinar a concentração de uma substância em mol/L.

Neste procedimento, o uso do frasco de Erlenmeyer é fundamental para que a titulação apresente o efeito desejado e possa haver a determinação da concentração de qualquer produto. Vale lembrar, entretanto, que são necessários outros materiais e produtos para que a titulação seja feita.

Além do frasco de Erlenmeyer e do produto que terá a concentração definida no processo (titulado), é necessário um indicador ácido-base, uma solução da qual já se sabe a concentração (titulante) e uma bureta. Confira a seguir o passo a passo de uma titulação ácido-base realizada em laboratório:

  • Com auxílio de uma pipeta, é transferido um volume conhecido do titulado para um Erlenmeyer;
  • Em seguida, são adicionadas poucas gotas de um indicador ácido-base ao titulado;
  • É colocada uma bureta cheia de solução titulante sobre o Erlenmeyer contendo o titulado e o indicador ácido base;
  • A torneira da bureta deve ser aberta vagarosamente, de modo que o titulante caia sobre o titulado de gota a gota. O frasco de Erlenmeyer deve ser agitado constantemente, para que a reação ocorra em toda sua extensão;
  • Quando a cor do titulado muda, deve-se fechar a torneira da bureta;
  • Por fim, é só ler o volume de titulante que foi necessário para neutralizar o titulado, calculando a concentração do titulado por meio de uma equação.

 

Últimas Notícias

Desenvolvido por: AO5 Marketing Digital