11 5671-9100
Telefone: 11 5671-9100 E-mail: vendas@prolab.com.br Facebook

Descrição

O Ebuliômetro é um equipamento que é utilizado para medir o ponto de ebulição de um líquido.

O Produto é fabricado com metais não ferrosos no caso o cobre e latão

O Acabamento é cromado.

Acompanha Caldeira com torneira, protetor de caldeira, condensador, lamparina de alumínio 60ml, pavio, régua de graduação alcoólica, termômetro, Rolha para termômetro, Estojo de metal, tubo de vidro e manual.

Abaixo segue os descritivos técnicos do ebuliômetro em questão .

MONTAGEM DO EQUIPAMENTO.

Retirar todas asa peças da caixa

Colocar o condensador F no orifício G.

Encher a lamparina B com álcool e logo em seguida coloca-la debaixo da chaminé C perfeitamente centrada.

Verificar se a torneira E da caldeira esta fechada.

DETERMINAÇÃO DA TEMPERATURA DE EBULIÇÃO DA ÁGUA (CALIBRAÇÃO)

Encher o tubo de vidro com água até o traço inferior.

Transferir para a caldeira pelo orifício A, a quantidade de água contida no tubo de vidro .

Conectar o termômetro D á caldeira pelo orifício A.

Para esta operação não colocar água no condensador F.

Acender o pavio da lamparina B.

Aproximadamente 3 minutos depois , a coluna de mercúrio do termômetro deve subir e o valor sairá pelo tubo H do condensador.

Observar o termômetro , e quando a coluna de mercúrio estabilizar , anotar o valor por exemplo 99,8Cº

Abrir a torneira E deixando escoar a água existente na caldeira.

DETERMINAÇÃO DA GRADUAÇÃO ALCOÓLICA EM ºGL NO EBULIÔMETRO

Pelo orifício A do ebuliômetro colocar na caldeira um pouco do líquido a ser analisado, agita-la para retirar gotas de água que possam ter permanecido em seu interior , abrir a torneira E para deixar o líquido escoar.

Encher o tubo de vidro até o traço superior com o líquido a ser analisado e despeje o mesmo na caldeira pelo orifício A, e no mesmo orifício coloque o termômetro.

Encher o condensador F com água fria.

Acender o pavio da lamparina B e colocá-la bem centrada sob a chaminé C.

Aproximadamente 5 minutos após, a coluna de mercúrio do termômetro deve estabilizar , anotar a leitura obtida.

RECOMENDAÇÕES AO UTILIZAR O EBULIÔMETRO.

As medidas volumétricas com tubo de vidro , tanto da água quanto do líquido a ser analisado , não precisam rigorosas.

O aquecimento deve ser uniforme; para isso, manter o pavio da lamparina sempre nas mesmas dimensões.

Quando houver carbonização do pavio por falta de álcool , deve-se troca-lo de imediato.

Após o uso não deixar o ebuliômetro com o material analisado , tendo em vista evitar formação de depósitos e ao final dos trabalhos lavar a caldeira com água.

Para evitar a quebra do termômetro não submetê-lo a choque térmico.

Para líquidos com valores maiores de 25 , o máximo de leitura permitido pela régua, poderá ser feita a diluição proporcional, aplicando-se o mesmo fator para leitura.

Após calibração , conforme item 2, podem-se efetuar várias leituras, sem necessidade de nova calibração, pois as mudanças barimétricas em geral, não se acontecem repentinamente .

O embolo da torneira do ebuliômetro deve ser lubrificado periodicamente para evitar vazamentos.

Líquidos contendo açúcar , licores e vinho licorosos, não devem ser utilizados diretamente na análise , pois o açúcar interfere na leitura e produz resultados falsos então neste caso, deve-se proceder antes a destilação do líquido a ser analisado.

Ao analisar vinhos contendo gás carbônico, principalmente vinhos novos, agitar o material previamente, tendo em vista a formação de espuma, então utilizar um volume menor da amostra .

 

 

Desenvolvido por: AO5 Marketing Digital