11 5671-9100
Telefone: 11 5671-9100 E-mail: vendas@prolab.com.br Facebook

Entenda a importância do condutivímetro no laboratório e conheça seus três principais tipos

Publicado em: 07/03/2018
condutivímetro dentro da água

tonaquatic / iStock / Getty Images Plus O condutivímetro é um aparelho utilizado para realizar a medição de condutividade elétrica em soluções liquidas.

Alguns tipos de trabalho realizados em laboratório necessitam que sejam avaliados fatores como concentração e condutividade elétrica de amostras, para controle de qualidade em soluções como água, alimentos, etanol e outras substâncias. Nesses casos, o uso de um condutivímetro é indicado para conferir a medição exata dessas substâncias.

Um condutivímetro é um equipamento que faz uma compensação automática de temperatura em uma solução, apontando resultados mais precisos do que os obtidos por outros equipamentos que realizam medição de condutividade elétrica. No caso de um laboratório, percentuais de sais, resistividade, acidez, cinzas e outros efluentes são detectados de maneira eficaz com o uso da ferramenta.

Como usar um condutivímetro?

O aparelho é constituído por eletrodos polarizados que são colocados na solução a ser avaliada em laboratório. Esses eletrodos precisam ser calibrados antes do uso e devem estar limpos para que a medição apresente o resultado correto. Se sua superfície estiver apresentando deteriorações ou algum vestígio que prejudique a amostragem, é sinal de que os eletrodos precisam ser trocados.

Após a calibragem, os eletrodos são postos na solução, e a célula emite o resultado na tela do equipamento. Não se deve usar nenhum material abrasivo ou corrosivo para aperfeiçoar a medição feita pelos eletrodos. Somente uma limpeza à base de água e detergente neutro é necessária.

Tipos de condutivímetro

Como seu uso pode ser feito em laboratório ou em campo, existem modelos adequados para cada situação. No geral, existem três formatos de condutivímetro, e cada um apresenta compensação de temperatura (0° a 100°).

Portátil

É o modelo mais comum e o mais recomendado para realizar medições de qualidade em água, seja em estações de tratamento ou em poços. Em outros casos, um condutivímetro portátil também é usado para fazer medições em materiais com soluções químicas de menor potencial — como cosméticos, fórmulas químicas simples e até alimentos.

Tipo bancada

Também pode ser usado em controle de qualidade de água, mas o equipamento é direcionado a medições de grande porte. Muitas empresas eletrônicas ou indústrias responsáveis por manusear altos índices de formulações químicas usam o condutivímetro de bancada.

Condutivímetro de bolso

É o mais simples e, como o nome já indica, pode ser levado para qualquer lugar, especialmente para atividades em campo. Áreas com circuitos impressos, estações de tratamento de água, baterias ou locais que fazem uso de água destilada são alguns dos locais em que o condutivímetro de bolso é usado. Também é muito utilizado em oficinas mecânicas para conferir o controle de água em baterias de carro.

Como a ferramenta tem enfoque em apresentar resultados com o máximo de precisão, é altamente indicado que o cuidado com o condutivímetro seja seguido em todos os parâmetros. Evitar o contato com sólidos não tão dissolvidos, substâncias corrosivas ou que potencializem o efeito elétrico do equipamento e também do material avaliado. O uso adequado de recursos de limpeza para os eletrodos são medidas essenciais.

Últimas Notícias

Desenvolvido por: AO5 Marketing Digital